Informações e Licenças relativas às Instalações

Table of Contents

1. Facility Site Information

2. Permits

Informações e Licenças relativas às Instalações

As suas respostas às perguntas sobre informações do site serão usadas para categorizar a sua fábrica para análises comparativas. Por favor, preencha esta secção antes de passar para outras secções do módulo.

Também lhe serão solicitadas informações sobre as autorizações das suas instalações nesta página.   O objetivo desta secção consiste em determinar o estado da sua conformidade com as licenças ambientais relevantes.   Deverá incluir o cumprimento das regras e regulamentos que a sua instalação deve seguir, tais como licenças, permissões, registos, certificados ou outros documentos relacionados com a conformidade. Exemplos de requisitos que não são licenças e que devem ser incluídos são os relatórios anuais exigidos pelo governo e o registo obrigatório de produtos químicos específicos.

Tenha em atenção que a secção Informações do site e Licenças NÃO É PONTUADA. Isto significa que não receberá pontos por se encontrar em conformidade. No entanto, deve ter uma Licença Ambiental de Operação válida para ganhar pontos no Higg FEM Se responder “Não” a “As suas instalações industriais possuem uma licença de operação válida?”, pontuará ZERO para o módulo inteiro.

País

Selecione o país onde se situam as suas instalações

Setor industrial

Selecione quais os setores que se aplicam à produção das suas instalações (por exemplo, os tipos de produtos que fabrica ou processa).

Tipo de instalação

Por favor, selecione todos os tipos que se aplicam às suas instalações

Exemplo: se a sua instalação for uma unidade de Corte/Costura que também faz impressão serigráfica ou processamento a húmido no local, deverá selecionar tanto a Montagem do Produto Final COMO a Impressão, Tingimento ou Lavandaria.

Montagem do produto final – instalações envolvidas na produção de produtos acabados / montagem do produto final

Impressão, Tingimento e Lavagem de Produtos – instalações que estão envolvidas na impressão e tingimento de materiais, incluindo processamento húmido e lavagem.

Produção de materiais (têxteis, borracha, espuma, isolamentos, materiais flexíveis) – instalações que fabricam e montam materiais (por exemplo, têxteis, couro, plásticos, isolamentos, espumas, etc.)

Produção de componentes de produtos duros e de ornamento (plástico, metal, madeira) – instalações que fabricam rebordos de produtos (por exemplo, fechos de correr, botões, etiquetas, etc.)

Produção química e de matéria-prima – instalações que fabricam produtos químicos e matéria-prima

Fabricante de embalagens – instalações que fabricam materiais de embalagem

Outros

Será solicitado a selecionar quais processos são conduzidos em sua instalação com base no tipo de instalação que você selecionar. (Por exemplo, impressão, colagem)

Processos da instalação

Selecione quais os processos de fabricação se aplicam à sua instalação

Tipos de material

Selecionar os tipos de materiais que a instalação produz OU trabalha com/processa. Veja a definição de materiais na secção do glossário do Guia do Higg.

Quantos dias funcionou a sua instalação neste ano de referência?

Insira um número total (não um intervalo) de dias que a instalação operou no ano de referência. Os dias de operação são considerados dias em que decorreram nas instalações produção e/ou atividades relacionadas com a produção (por exemplo, carregamento/remessa de produto/matéria-prima).  Qualquer dia de funcionamento em que o número de horas de operação OU o número de trabalhadores seja inferior a 50%, conte-o como 0,5 dia. Quando o número de horas de funcionamento OU o número de trabalhadores for maior que 50%, conte o dia como 1 dia.

Número Total de Empregados: por favor, introduza o número médio (não um intervalo) de empregados a tempo inteiro e temporários que trabalharam na instalações no ano de referência.  A orientação de cálculo abaixo aplica-se tanto a empregados a tempo integral como a temporários.

Como monitorizar os dados das instalações:

As instalações devem estabelecer um processo para monitorizar o número de trabalhadores em cada período de pagamento (por exemplo, semanal, quinzenal, mensal). O número médio de funcionários (em tempo integral ou temporário) pode então ser determinado usando a seguinte orientação:

  1. Adicione o número total de funcionários que a quem a sua instalação pagou em todos os períodos de pagamento durante o ano.
  2. Conte o número de períodos de pagamento que a sua instalação teve durante o ano.
  3. Divida o número de funcionários pelo número de períodos de pagamento.
  4. Arredonde a resposta para o próximo número inteiro mais alto para obter o número médio anual de funcionários (em tempo integral ou temporário)

Por exemplo:

  • Período de pagamento 1: 520 empregados
  • Período de pagamento 2: 525 empregados
  • Período de pagamento 3: 545 empregados
  • Número médio de funcionários: 530 (520+525+545/3)

Para a verificação FEM, é recomendado que os resumos desses dados estejam disponíveis num formato que seja fácil de rever [por exemplo, um folha de cálculo (podendo ser do Microsoft Excel), ou um programa de análise de dados semelhante, que permita a exportação de dados num formato legível por humanos (por exemplo, Excel, csv)] e que qualquer evidência de apoio relevante esteja prontamente disponível para análise.

De que modo isto será verificado:

  • Documentação necessária
    • Registos de folha de pagamento/contabilidade que mostrem o número de cada categoria de trabalhador (em tempo integral e temporário), em cada período de pagamento.
    • Registos da folha de pagamento/contabilidade que mostrem o número de períodos de pagamento no ano de referência.

Qual foi o volume anual das suas instalações?

Indique o número total de produtos expedidos/vendidos no último ano.

A quantidade total de produtos expedidos/vendidos não deve incluir a quantidade total de refugos no último ano.

Por que razão utilizamos a quantidade expedida/vendida em vez da produção anual?

A principal razão é criar uma métrica de produção consistente que todas as instalações são capazes de monitorizar, e os dados sejam mais comparáveis para o análise comparativa da indústria, no final. Além disso, usar a quantidade enviada/vendida como métrica é desencorajar a produção excessiva ou desnecessária, incluindo sobras, semiprodutos, amostras e refugos, que também são uma preocupação ambiental.

Entendemos que alguns produtos talvez precisem ser enviados / vendidos após o ano civil em que são realmente fabricados. A limitação do uso de quantidades expedidas/vendidas é que as quantidades de energia, água e resíduos reportadas não cobrem os produtos fabricados no mesmo ano civil, mas expedidos no ano seguinte, mas sim alguns produtos que são expedidos no mesmo ano, mas que na realidade são produzidos no ano anterior. Ao considerar isso como uma prática usual na fábrica todos os anos, o impacto na quantidade total expedida / vendida deve ser relativamente limitado. No entanto, se houver algum caso excecional que possa causar um impacto significativo no desempenho ambiental da instalação (por exemplo, demonstrar melhor consumo de energia / água), incentivamos as fábricas a comunicarem com as partes interessadas relacionadas para explicarem a sua situação, se necessário.

Selecione uma unidade:

  • Metros cúbicos (m3)
  • Quilograma
  • Metro
  • Minutos Padrão Permitidos (SAM – Standard Allowed Minutes)
  • Jarda quadrada
  • Unidade (peça ou par)

UNIDADES A sua unidade anual será usada para normalizar bases de avaliação, metas e reduções nas secções do Higg da Energia, Água e Resíduos e também pode ser usada para fins de comparação de resultados. Por favor, selecione a unidade que melhor representa o modo como a sua fábrica regista o volume anual. Isto pode significar que precisará de ser feita uma conversão de unidade para selecionar uma unidade da lista fornecida. Por exemplo, se registar o volume anual em pés quadrados, precisará de converter para jardas quadradas.

Reportar os Minutos Padrão Permitidos no FEM

Produtos diferentes utilizam diferentes quantidades de tempo e recursos durante a produção que, por sua vez, influenciarão o consumo de recursos (ou seja, energia, água utilizada, etc.). A unidade Minuto Padrão Permitido (SAM) é uma métrica que fornece um indicador do tempo permitido para produzir um produto pelos trabalhadores, incluindo concessões gerais (por exemplo, eficiência, máquina, pessoal, provisões de fadiga, etc.). Esta métrica de produção pode ser usada para relacionar o consumo de recursos e o impacto ambiental com diferentes tipos de produtos ou ser somada e usada como uma métrica para normalizar o consumo de recursos e os impactos ambientais para a produção ao longo de um período de tempo (por exemplo, um ano civil). Deve-se observar que o SAM varia de acordo com o tipo de produto (por exemplo, calções versus jaqueta).  

 

Ano após ano, a monitorização do Minuto Padrão Permitido (SAM) em relação à energia, água e outros parâmetros permitirá que as instalações revejam a eficiência do consumo de recursos e ajudem a informar sobre a melhoria do desempenho.

 

Ao reportar o volume de produção em Minuto Padrão Permitido (SAM), o utilizador deve reportar a SOMA TOTAL do SAM para o ano do relatório e não o SAM INDIVIDUAL para cada tipo de produto que é fabricado nas suas instalações.

 

Uma vez que os valores individuais de SAM são conhecidos para um produto específico, o SAM do produto pode ser multiplicado pelo número de produtos enviados/vendidos. Isso é feito em todos os tipos / categorias de produtos e o total é calculado para chegar ao Minuto Padrão Permitido (SAM) TOTAL. Este total é reportado como “Volume Anual”.

Exemplo:

Tipo de produto Processos SAM por peça Número de produtos enviados/vendidos no ano de referência SAM total por tipo de produto
Polo Corte Costura Embalagem 15 100 000 15 x 100000 = 1500000
 
Camisa de decote em V Corte Costura Embalagem 12 500 000 12 x 500000 = 6000000
SAM total 7 500 000

Existem diferentes abordagens para calcular o SAM, no entanto, se for usada uma metodologia consistente em todos os produtos, isso produzirá dados comparáveis que podem ser comparados ano após ano.   Abaixo pode ver alguns recursos que examinam os diferentes métodos de determinação do SAM (que muitas vezes é usado de forma intercambiável com o Valor do Minuto Padrão ou SMV):

 

Se pretende solicitar a adição de uma unidade ausente, vá a https://support.higg.org e selecione “Feedback” para enviar um comentário para análise.

Como monitorizar os dados das instalações:

As instalações devem estabelecer um processo para monitorizar a quantidade de produto enviada/vendida no último ano civil. Para a verificação do FEM, é recomendado que os resumos destes dados (por exemplo, os registos diários, semanais, mensais) sejam monitorizados num formato que seja fácil de rever [por exemplo, uma folha de cálculo (por exemplo, Microsoft Excel) ou um programa de análise de dados semelhante que permita a exportação de dados num formato legível por humanos (por exemplo, Excel, csv)] e qualquer evidência de apoio relevante esteja prontamente disponível para revisão durante a verificação.

De que modo isto será verificado:

  • Documentação necessária
    • Registos de produção, vendas e remessa de produtos que mostrem a quantidade de produtos enviados/vendidos no ano de referência.

A sua instalação tem tratamento de água no local (ou seja, Pré-tratamento e / ou tratamento de águas residuais)?

Carregamento sugerido: fluxo do processo de tratamento de águas da instalação e/ou diagramas hidráulicos

Referência: https://www.wateractionplan.com/management-and-use-of-chemical-products

De que modo isto será verificado:

Sim

  • Documentação necessária
    • Fluxograma de tratamento de águas da instalação e diagramas hidráulicos
    • Autorizações, se necessário

Licenças

O objetivo desta secção consiste em determinar o estado da sua conformidade com as licenças ambientais relevantes.   Deverá incluir o cumprimento das regras e regulamentos que a sua instalação deve seguir, tais como licenças, permissões, registos, certificados ou outros documentos relacionados com a conformidade. Exemplos de requisitos que não são licenças e que devem ser incluídos são os relatórios anuais exigidos pelo governo e o registo obrigatório de produtos químicos específicos.

Por favor, tenha em atenção que todos os documentos carregados, incluindo o carregamento obrigatório e o carregamento sugerido, em todo o Higg FEM são visíveis para as partes interessadas com as quais as suas instalações partilharam o seu módulo. 

Tenha em atenção que esta secção NÃO É PONTUADA. Isto significa que não receberá pontos por se encontrar em conformidade. Porém, deverá encontrar-se em conformidade para marcar pontos no Módulo Ambiental da Instalação. Se as instalações da sua fábrica não tiverem uma licença válida e atual de operação, marcará zero pontos em todo o módulo.

Por favor, faça o upload de uma cópia da licença operação

Qual é a intenção desta pergunta?

A sua fábrica deve cumprir os regulamentos locais básicos antes de prosseguir para um comportamento de sustentabilidade que ultrapasse a conformidade. A intenção desta pergunta consiste em confirmar que a empresa possui uma licença de operação válida, antes de continuar com o preenchimento do Higg Index.

Orientações Técnicas:

Se responder “Não” ou “Desconheço” a “As suas instalações industriais possuem uma licença de operação válida?”, marcará ZERO pontos em todo o Módulo Ambiental para Instalações Industriais. Isto ocorre por ser necessário uma licença de operação válida e atual para pontuar no Módulo Ambiental para Instalações Industriais.

Se tiver uma licença de funcionamento expirada, deve responder “não” a esta questão, mesmo que esteja no processo de atualização da sua licença de funcionamento. É necessária uma licença de funcionamento atual e válida para responder “sim” a esta pergunta.

Se não for exigida por lei uma licença de funcionamento, deve responder “Sim” a esta questão e enviar prova de que a licença de operação não é exigida pela legislação local.

De que modo isto será verificado:

Sim

  • Documentação necessária
    • Cópia da licença de operação em vigor atualizada, se aplicável, e quaisquer outras licenças relevantes
  • Perguntas a efetuar na entrevista:
    • Quem, nas instalações, é a pessoa responsável por garantir que a licença de operação se mantenha atualizada?
    • Qual é o procedimento para atualização da licença de operação?
    • No caso da pessoa responsável por atualizar a licença não se encontrar no escritório, qual é o plano para garantir que a licença seja atualizada?
  • Inspeção – aspetos a confirmar fisicamente
    • O nome na Licença de Operação corresponde ao nome da empresa que consta nas instalações.

Em caso afirmativo, descreva a infração e o seu plano de ações de melhoria para o local

Carregamento sugerido: Cópias de infrações/avisos

As suas instalações possuem atualmente quaisquer registos na base de dados do Instituto dos Assuntos Públicos e Ambientais (IPE)?

Carregamento sugerido: Registos da base de dados do IPE

Em caso afirmativo, a instalação enviou algum comentário comercial à base de dados e/ou tomaram medidas para remover o(s) registo(s) da base de dados?

Qual é a intenção desta pergunta?

A sua fábrica deve cumprir os regulamentos locais básicos antes de prosseguir para um comportamento de sustentabilidade que ultrapasse a conformidade. A intenção desta pergunta consiste em confirmar que a sua empresa possui um processo para gerir as licenças e a conformidade locais.

Orientações Técnicas:

Orientações IPE (Links Chineses)

Se estiver sediado na China, este é o link para as referências da Base de Dados IPE sobre este assunto: http://www.ipe.org.cn/IndustryRecord/Regulatory.aspx

Remoção de registos:

  • Documento de orientação para remoção de registos (chinês) (clique em “监管记录处理方式”): http://www.ipe.org.cn/GreenSupplyChain/SupplyGCA.aspx
  • Se as suas instalações possuem um registo de infrações e se pretender fornecer informações empresariais ao IPE e/ou tomar medidas para remover esse registo da base de dados, contacte ipe@ipe.org.cn

Orientações IPE (Links em inglês)

Se estiver sediado na China, este é o link para as referências da Base de Dados IPE sobre este assunto http://wwwen.ipe.org.cn/IndustryRecord/Regulatory.aspx.

Remoção de registos:

  • Documento de orientação para remoção de registos (inglês) (clique em “Abordagens à remoção de registos”): http://wwwen.ipe.org.cn/GreenSupplyChain/SupplyGCA.aspx
  • Se o seu local possui um registo de infrações, e se pretender fornecer informações empresariais ao IPE e/ou tomar medidas para remover esse registo da base de dados, contacte o endereço ipe@ipe.org.cn.

Não conhece o IPE? Para conhecer o IPE, visite aqui as suas páginas informativas:

De que modo isto será verificado:

Sim

  • Documentação necessária:
    • Cópia do registo de infrações emitido pelo governo
    • Registos da base de dados IPE
  • Perguntas a efetuar na entrevista:
    • Motivos para o registo de infrações emitido pelo governo?
    • As questões referenciadas ao registo de infrações foram abordadas? Descreva como, e forneça evidências (por exemplo, novos equipamentos instalados e em funcionamento, resultados de análises que comprovem conformidade, etc.)
    • Que medidas foram tomadas para remover as instalações da lista do IPE? (se for o caso)
  • Inspeção – aspetos a confirmar fisicamente:
    • Evidências de problemas referenciados no registo de infrações das instalações
    • Planos de ação para resolver questões, juntamente com o pessoal responsável e a monitorização da evolução
    • Comunicações com o IPE que demonstrem o modo como a questão está sendo resolvida (se for o caso)

Importante notar que as licenças/licenciamentos para as empresas de tratamento de resíduos perigosos serão solicitadas na secção Resíduos.

Orientações Técnicas:

É recomendável que a manutenção dos requisitos e do estado de conformidade das licenças ambientais faça parte dos seus processos de gestão ambiental. Seguem alguns exemplos de licenças:

Licenças atmosféricas

  • Inclui licenças ou requisitos para emissões atmosféricas de conjuntos de equipamentos (caldeiras, geradores a diesel, etc.)

A licença para produtos químicos poderá incluir:

  • Requisitos da licença ou acordo para gestão de produtos químicos, como uma lista de produtos químicos aprovados, um sistema para classificação de produtos químicos, procedimentos para o manuseamento seguro de produtos químicos ou descarga de produtos químicos (Manual ZDHC para Gestão de Produtos Químicos)
  • Conformidade com o REACH (Manual ZDHC para Gestão de Produtos Químicos)
  • Inclui o cumprimento de todas as leis / regulamentos / licenças necessários a produtos químicos específicos. Por exemplo: Existem controlos sobre a compra de Permanganato de Potássio, e em alguns locais é necessária a inscrição junto dos serviços policiais. Isto não se trata de uma licença, mas sim de um registo obrigatório por lei, e por esse motivo deve incluir aqui.

De que modo isto será verificado:

  • Documentação necessária:
    • Cópias de TODAS as licenças/registos ambientais atualizados que são aplicáveis à instalação na data/ano em que a verificação ocorre, bem como quaisquer licenças/registos aplicáveis para o ano de referência.
  • Perguntas a efetuar na entrevista:
    • Quem, nas instalações, é a pessoa responsável por garantir que as licenças se mantenham atualizadas?
    • Qual é o procedimento para atualização das licenças?
    • No caso de a pessoa responsável por atualizar as licenças não se encontrar no escritório, qual é o plano de recurso para garantir que as licenças se mantêm atualizadas?
  • Inspeção – aspetos a confirmar fisicamente:
    • O nome nas licenças corresponde ao nome da empresa que consta nas instalações.
    • O endereço nas licenças coincide com a localização das instalações.

 

top
X